sexta-feira, 24 de junho de 2011

Vamos dançar?


Dinho é o sujeito que toda mulher amaria ter como marido. Faz tudo que um chefe de família precisa fazer, e muito mais. Paga as contas, vai ao supermercado, cuida dos filhos nas crises de choro em plena madrugada, inclusive paga os carnês das mal planejadas compras efetuadas pela mulher Cacilda. Sua única exigência é o cuidado que deve ser dado às suas roupas de final de semana – sua calça branca deve estar impecavelmente passada, a camisa bem engomada com o colarinho duro como uma taboa, e os sapatos bem engraxados, esta ultima tarefa realizada pelo Marinho, seu filho mais novo que sempre cobra pelo serviço – algumas balas Juquinha apenas. Dinho também leva o Marinho aos domingos pela manhã no bar do Magrão para tomar sorvetes.
Nas noites de sexta a domingo, Dinho poderá ser encontrado no Bailão, geralmente acompanhado da mulher. Mas vez ou outra, a sogra com alguma desculpa esfarrapada recusa-se a ficar com as crianças, e ele acaba indo sozinho ao baile para alegria das dançarinas colegas do bairro. O tal não nega fogo, é um pé de valsa daqueles e não perde uma música. Mesmo nos intervalos quando os músicos descansam, lá vai o Dinho ao som da vitrola deslizando pelo salão.
O Menezes passa a noite inteira sentado em uma cadeira derrubando uma cerveja atrás da outra, enquanto sua mulher, ao seu lado, balança as cadeiras e ensaia sozinha alguns passos. Se porventura algum cavalheiro se aproxima para convidá-la, ela vira-se de costas para evitar cenas de ciúmes do marido.
Carlão que diz à mulher que está freqüentando reuniões dos alcoólatras anônimos, está sempre no Bailão em companhia da Dorinha. Ela sai de casa com uma bíblia e diz ao feroz marido que vai ao culto interceder pela família, inclusive arrisca-se e insiste para que ele a acompanhe.
Martinha então contraria os princípios da dança, muito embora tenha freqüentado a escola de danças do professor Paulino, não aceita, em hipótese alguma, que seja comandada pelo cavalheiro. Quem dançar com ela terá que ceder aos seus caprichos e aceitar seu estilo, sob pena de ser abandonado em pleno salão.
Além de muitos outros dançarinos e pés de chumbo, mas todos com o objetivo de alegrar-se na arte da dança de salão.

-o-

A canção a seguir foi um dos temas de um filme que assisti há alguns dias, sua história é maravilhosa, chama-se -  “Minha Vida sem Mim.”
Ela levou-me de volta aos meus dezessete / vinte anos, época dos bailinhos de sábado à noite nas casas de amigos. Em toda seleção de músicas lentas, aquelas de dançar coladinhos, esta canção não podia faltar.
Íamos com nossas camisas coloridas e calças boca-de-sino, e as meninas com seus vestidões rodados, sapatinho baixo e meias brancas dobradas sobre o tornozelo...quantas saudades...era tão bom...tão bom...




70 comentários:

  1. Moral da história: a Cacilda ficou bem e o malandro também, O Carlão bebe e a Maria reza. rsrs. O filme eu não assisti, uma pena. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  2. Eitaaaa que esse Dinho é um maridão hein? rsrrsrs.. Eitaaa Miguel.. que suas escritas são fantásticas!.. Música deliciosa essa hein?!?... Vamos lá bailar ? [:)]

    Beijocas super em seu coração...
    Verinha

    ResponderExcluir
  3. Gran ´Dinho...lol


    De facto tens uma escrita curiosa. Ia dizer uma escrita geográfica. Localizada. E é. Em ti:)

    ResponderExcluir
  4. Ei, Miguel!
    Agora, você me transportou para o passado. Era nesses bailinhos em casas de amigos, com muita música romântica e rostos colados, que Nina e eu começamos a namorar. Faz teeeempooo!!! E estamos juntos até hoje. Quando surge alguma oportunidade (difícel, hoje em dia), lá estamos nós, de rostos colados, dançando. Como é bom!
    Abração.

    ResponderExcluir
  5. demorei, mas voltei a postar sim, só espero não sumir com o frio (que promete vir contudo na semana que inicia).. adorei o dinho, ainda mais comparando ele com os demais maridos do texto hein?? hehehe.. estou pegando o vídeo q vc postou, ADORO músicas, românticas então nem se fala, creio q gostarei desta tb.. bjos mil e ótimo domingo..

    ResponderExcluir
  6. ✿•˚。
    ° 。✿ °° 。
    Música romântica.
    Texto envolvente.
    Eu também gostaria de dançar com o Dinho, rsrsrs...
    Bom domingo, amigo!
    Beijinhos de Minas.
    ✿•˚。
    ° 。✿ °° 。

    ResponderExcluir
  7. Olá, Miguel!
    As danças da vida!
    As saudades do passado que não mais voltará!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Sempre tem um pé de valsa desses que abrilhanta mais por onde anda! Eu tô achando que você se descreveu no Dinho, meu amigo, um bom pai e inclusive bom dançarino! :)

    ResponderExcluir
  9. MIGUEL, O BAILE DA VIDA CONTINUA...
    E, PRA DANÇAR SÓ É PRECISO ESTAR VIVO E TER BOAS LEMBRANÇAS, NÉ?

    ABRAÇÃO!

    ResponderExcluir
  10. Mi querido amigo: Aquí en España a esas reuniones de amigos se les llamaba "guateques". Sabes describir a los personajes como si estuvieran vivos. Felicidades.

    Brisas e beijos.

    Malena

    ResponderExcluir
  11. Dança é um fenômeno de libertação. É a expressão de um sentimento profundo, por isso, ao externar este sentimento com a dança e a música, fazemos uma libertação consciente. É muito bom! :) Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  12. Que lembranças mágicas Miguel! Hoje em dia os adolescentes não sabem o que é dançar de rosto colado e ficar esperando por um momento mágico. Acontece tudo muito rápido. Eu já me lembro com saudades do final da década de 70, com a discoteca, mas mesmo assim, ainda cultivávamos o dançar de rosto colado... Um beijo! Lindo e comovente texto!

    ResponderExcluir
  13. Ah, e obrigada pela sua atenção. Já tem post novo lá. Beijo!

    ResponderExcluir
  14. Dançar é tão bom, uma expressão (exteriorização) dos sentimentos que transitam pela alma! Adoooro...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá Miguel, vc me fez voltar no tempo das festinhas na casa de amigos. Aqui em Maceió nós chamávamos estas festinhas de assalto. Tempo bommmmmmm!!! Gostei também do comentário do Patrick Raymundo, quando falou que a dança é um fenômeno de libertação. Que bom se a dança pudesse libertar a humanidade do monstro cruel dissimulado do capitalismo. Já pensou se dançássemos a dança da revolução! Mas, como seria essa dança? Seria a dança de todos os povos massacrados, com as mãos dadas, com armas... Com muito amor no coração!!! Um abraço forte!!!
    Roberto Alexandre
    Robertoalexandreblog.zip.net

    ResponderExcluir
  16. Ha! Miguel, meu querido amigo. Viajei no tempo agora, ao ouvir esta música linda. Fizeste-me lembrar também de meus 15,16 anos idos, quando íamos às reuniões-dançante em casa de amigos e ali, dançando ao som daquelas músicas que não voltam mais, sonhávamos, sonhávamos ... Meu amigo, por que fazer isto com o coração desta amiga? Deu-me uma saudade tão grande daqueles idos da juventude. Mas, no fundo mesmo, gostei de lembrar e de ler seu texto. Muito verdadeiro e muito divertido. Você é genial, Miguel.
    Um grande beijo e até mais.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  17. Miguel , Dinho é o sujeito que toda mulher amaria ter como marido, mas hoje tá difícil de achar um Dinho assim.A canção é linda, e o filme eu não assisti, parece ser muito lindo e romântico. Recordações, são formas que a alma encontra de manter presentes os melhores momentos vividos de nossa vida. Parabéns amigo pelo texto lindo. Um Abraço e ótimo começo de semana.

    ResponderExcluir
  18. Adorei o texto e a música...deu até vontade de dançar, meu amigo!!! Bjs e fik c Deus.

    ResponderExcluir
  19. Meu querido amigo Miguel
    E quem não gostaria de ter um marido tipo Dinho???
    Eu não tenho razão de queixa:), mas esse Dinho exagera. Será mesmo uma figura ficional? Alguma coisa me diz que não...
    Adorei seu texto (como sempre...).
    Vc tem um dom especial para a escrita, que eu aprecio imenso.

    Uma semana cheia de Luz. Beijinhos

    ResponderExcluir
  20. Olá Miguel. Sempre quis conhecer um pouquinho mais desse "moço" tão respeitável que escreve tão bem e sempre deixa palavras tão belas , carinhosas e incentivadoras quando visita meu blog. E casualmente, acredito que involuntariamente, vc hj se revelou a mim.
    Camisa colorida.. calça boca de sino... vestidão rodadado... Seja bem vindo ao clube. Gostei de saber um pouquinho mais sobre vc.
    E parabéns pelo texto. Belo saudosismo Abcs.

    ResponderExcluir
  21. Excelente canção, amigo! Você tem bom gosto musical.

    E é mesmo uma volta ao passado. Bons tempos aqueles! :-)

    ResponderExcluir
  22. Esse Dinho fez sucesso...rsrsrs. A música é linda. Beijocas!

    ResponderExcluir
  23. Oi Miguel, sou casada, mas gostei do Dinho rsrs... Pois, ele dança até nos intervalos, eu também faço isso rsrs... AMO DANÇAR!

    Ha! Linda música.

    Quero te agradecer o carinho e pedir para voltar lá sempre tá?

    Fica com Deus, tenha um ótimo dia!!! Beijos

    ResponderExcluir
  24. E todo mundo dança, ou pra se dar bem ou não. Mas as recordações às vezes doem, porque a saudade é tremenda! Também sinto saudades de um tempo qua ja não volta mais.

    ResponderExcluir
  25. Não sei porque eu, tão meiga e dependente, me identifiquei com a pobre da Martinha, que até na dança ela quer mandar... KKKK
    Ô coisa, viu!? Saudade de estar por aqui, amigo!
    Beijos e assim que der, posto fotos de Buenos no blog.
    Bom findi.

    ResponderExcluir
  26. Olá Miguel
    Então sempre existe maridão cinco estrelas hem!
    Bjs

    ResponderExcluir
  27. ჱܓOlá, amigo!
    。°✿

    Bom fim de semana!
    Beijinhos.
    Brasil

    ✿✿♪

    ♫° 。✿ ✿ჱܓ

    ResponderExcluir
  28. Miguel querido!! Te ler é sempre um momento agradável e gostoso. Dançar nos eleva, nos faz nos sentirmos de maneira diferente e encontrar nosso próprio eu. Dançar de rosto colado, a vassoura chegando... qts saudades desse tempo romântico, mágico, onde td era mais difícil e por isso msm mais gostoso. Pena essa magia ter morrido nos dias de hj, mas nós q vivemos isso nunca esqueceremos e termos pra sempre as melhores e mais lindas recordações dos nossos bailinhos na mente. Bjo carinhoso e uma ótima semana (com menos frio, se possível)...

    ResponderExcluir
  29. E eis que em uma roda de dança encontramos várias histórias!
    ...
    Até!

    ResponderExcluir
  30. Oi Miguel, estou passando só para te desejar... UM ÓTIMO DIA!!! Um abraço

    ResponderExcluir
  31. Grande Miguel !
    Meu amigo, essa crônica me parece tão real, que até fiquei com uma ponta de inveja do Dinho. Esse cara sabe o que quer. Já comecei a pensar em ir num bailão, faz muito tempo que não sei o que é dançar. Esse post, me deixou animado.
    Um abração meu amigo.

    ResponderExcluir
  32. A música nos liberta; seja cantando; dançando - mesmo que mal, sempre faz bem =D - Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Nossa, Miguel... vc fez-me reportar ao tempo.
    A um tempo que não volta mais.
    Agora, no final, você escreveu coisas parecidas com as que eu vivi.
    Nossa... será que eu envelheci?
    As brincadeiras dançantes eram feitas com Lps, nas inesquecíveis vitrolas e as roupas eram exatamente assim como vc descreveu.
    Dançávamos!
    Muito legal, Miguel.
    Com carinho
    e uma flor
    rosa
    de
    Fátima

    ResponderExcluir
  34. Por que me tirou dos seus favoritos? eu sigo lendo seus textos. tchau

    ResponderExcluir
  35. Olá, eu não tenho tido problemas com meu blog, só a falta de tempo para atualizá-lo.Eu gosto de voce, pois foi a primeira pessoa que valorizou meu trabalho. Não quero perder sua amizade. Beijo

    ResponderExcluir
  36. Oi my friend, tudo bem?

    agora coloquei seu bloguito pra atualizar através do seu Rss, entao como sei que nao tem postagem nova, só deixo um abraco e bom findi!

    ResponderExcluir
  37. Oi, hoje tem blogagem coletiva do Projeto 10 em 10! 10 fotos em 10 momentos diferentes do seu dia 10. Participe! Bjs e fik c Deus.

    ResponderExcluir
  38. Miguel querido, sinto falta das suas palavras qdo deixa de escrever, mas ainda assim venho desejar uma semana maravilhosa e um bjo carinhoso pra ti.

    ResponderExcluir
  39. Olá, Miguel, que tal colocar novo post? É sempre bom encntrar outro assunto. Meu abraço.

    ResponderExcluir
  40. Oi Miguel, td bom? Quem não adora uma dança!? Ai, que delícia é se entregar ao som e ao embalo da música! Adorei. Bjos e obgda pelos comentários no meu blog. :-) Sempre muito bem-vindos.
    Isabella - http://universo-fem.zip.net

    ResponderExcluir
  41. Querido, obrigada pelo belo comentário no post "Percepções". Acho que você está meio "atolado", assim como eu, e eu esperarei a sua volta ao blog com seus textos, viu?

    Beijão grandão!

    ResponderExcluir
  42. belissimo marido e linda musica meu querido
    um super bjo te cuida e tenha um final se de semana maravilhoso bjssssssss

    ResponderExcluir
  43. Dear friend,
    vi na blogosfera que está sufocado de trabalho, por isso dando uma pausa aqui no blog. O blog ainda nao paga nossas conta, num é? Um amigo disse isso dia desses, na mesma situacao.
    Fico feliz que seja esse o motivo, dedicação a vida real é deveras importante.
    deixo um beijo, e dias mais calmos para poder voltar a nos presentear.

    ResponderExcluir
  44. Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
    Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
    Amigo a gente sente!

    Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
    Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
    Amigo a gente entende!

    Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
    Porque amigo sofre e chora.
    Amigo não tem hora pra consolar!

    Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
    Porque amigo é a direção.
    Amigo é a base quando falta o chão!

    Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
    Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
    Ter amigos é a melhor cumplicidade!

    Feliz dia do amigo!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  45. ♥ •˚。
    °° 。♥。

    FELIZ DIA DOS AMIGOS!!!

    ♥ •˚。
    °° 。♥。

    ResponderExcluir
  46. Bela música. Me desculpando pelo plágio....
    Só passei para deixar um grande abraço!

    ResponderExcluir
  47. Miguel, cadê vc? Saudades de seus textos.
    Deves estar muito ocupado, pois sim? Feliz dia dos amigos, um pouco atrasado, mas sincero. Abcs

    ResponderExcluir
  48. Oi Miguel tudo bem amigo? Vim saber noticia. vc anda tão sumido. Deixo um abraço e desejo de uma ótima semana. Smareis

    ResponderExcluir
  49. Miguel, saudades de vc amigo!!! Não desapareça hein?!
    Tem novis no meu cantinho; qdo puder, passa lá. Bjs e fik c Deus.

    ResponderExcluir
  50. oi Miguel meu amigo que saudades de você puxa vida ve se arranja um tempinho nos brinda com um dos seus Belissimos textos meu querido por favor ...
    bjs cheios de saudades
    da sua amiga Angolana... te cuida viu....

    ResponderExcluir
  51. Daqui a pouco serão tantos os comentários que vc não terá tempo de ler.kkkk...Como vai vc saudades! Um abração amigo!

    ResponderExcluir
  52. quando você voltará a escrever? um abraço, gosto muito dos seus textos.

    ResponderExcluir
  53. Oi Miguel, quanto tempo meu amigo. Espero que tudo esteja bem! Um abraço! Smareis

    ResponderExcluir
  54. Uma saudade de tudo e te todo o passado, que corrói todo um presente acinzeirado. pobre do futuro. Abrçs Miguel e desculpe a ausencia.

    ResponderExcluir
  55. Oi Miguel fiquei muito feliz quando li seu comentário meu amigo. Estava com saudade de sua presença.Desejo um belo domingo, com encantada semana. Beijo grande!
    Smareis

    ResponderExcluir
  56. Miguel meu amigo querido que saudades... bjs millllllll Martagide (Martinha)

    ResponderExcluir
  57. Passei pra te desejar um maravilhoso mês de Novembro e para agradecer todas as vezes que você carinhosamente esteve visitando meu blog.
    Espero que volte em breve...

    Beijos
    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  58. Um Feliz Natal
    perfumado de amor
    paz e saúde!
    ¸/\ღ/\¸
    (=•_•=) Feliz Natal
    .*•.¸.•*
    ღ♥*♥ღ.•*¨) ҉ ˛**. ˛*.。˛. *☆҉

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  59. Mesmo vc ausente passei para te desejar um feliz Ano de 2012. Muitas felicidades para você e sua família. As vezes me pergunto: Como podemos gostar tanto de quem nunca vimos? Um grande abraço, amigão!

    ResponderExcluir
  60. Feliz ano novo meu amigo e volte logo!!! Um abraço forte!!!
    robertoalexandreblog.zip.net

    ResponderExcluir
  61. Olá, amigo!!
    Por onde andas??? Muitas saudades, viu!?
    Espero que esteja tudo bem por aí e que em breve você nos brinde com seus posts.
    Beijos e um ótimo ano!!!
    Gisa

    ResponderExcluir
  62. Oi Miguel, como anda, meu amigo?

    ResponderExcluir
  63. Olá Miguel,

    Onde andas meu amigo!
    Como você esta?

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  64. Oi Miguel,
    Fiquei super feliz quando vi seu comentario.
    Também tenho ficado bastante ausente do blogue, mais sempre a saudade bate e volto. A falta de tempo é terrivel, e sobra pouco pra dedicar ao blogue. Sempre digo que blogue é como filho temos que estar sempre cuidando com carinho.
    Olha, não tira seu blog do ar, deixa ele assim, e quando puder você vai voltando aos poucos.
    Ja deletei um blog uma vez, e depois me arrependi profundamente.
    Deixo um grande abraço pra ti.
    òtima semana abençoada .

    Beijos!

    ResponderExcluir
  65. Passei pra deixar um beijo e desejar uma semana maravilhosa e cheia de realizações.

    Ani


    http://cristalssp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  66. ‎.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•★♥ Hoje venho desejar saúde, paz, amor e muita alegria... FELIZ NATAL!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  67. O protagonista do conto que fique esperto;Periga muito mais do que ficar abandonado no salão, sofrer penalidade pela Lei Maria da Penha.
    Qt os bailecos de antigamente é impensável hoje em dia com o comportamento nas relações modernas dos casais. Saudades.

    ResponderExcluir