quinta-feira, 14 de abril de 2011

Para um amigo


Não vou dizer que desconfio da minha mulher, mas confesso que por diversas vezes imagino que pela cabeça da madame, não passam idéias lá muito boas, isso desde que mudou para cá o vizinho do 455.
Fazíamos compras mensais, agora são feitas aos picadinhos. Dirige-se à quitanda pelo menos umas quatro vezes ao dia, sem contar as idas ao açougue, isso tudo só para passar na porta (e janela) do 455.
Outro dia ao fazer uma campana na minha querida, ao melhor estilo policial, flagrei-a num alegre tchauzinho, e muito embora ela tenha jurado que foi para mim, não acreditei, há anos ela não faz isso.
Há tanto tempo morando nesta rua, agora ela resolveu fazer amizade com a vizinha ao lado do 455, até então considerada insuportável pela minha esposa, e vira e mexe lá está ela em longos bate-papos. E o ciclano que já deve ter percebido a quedinha da minha mulher pela sua pessoa, fica gastando o cotovelo na janela feito uma candinha vendo a banda passar. Reclamei certa vez quando ela vinha da feira e o tal prontificou-se para trazer o carrinho até o nosso portão, numa gentileza sem limites, envenenado gritei: - Só faltava o atrevido entrar e colocar as frutas e legumes nas gavetas da geladeira, não é mesmo? Ela retrucou em prantos que meu coração era duro e insensível, que o pobre morava só, não tinha ninguém, disse ainda que pelas mentes deturpadas só passam coisas ruins.
A calçada de casa nunca foi tão lavada como nos últimos tempos, prova disso é a conta de água que aumentou consideravelmente. Outro dia pensei em rasgar ou dar fim naquele short insinuante e provocante que estava guardado e atualmente ela vem usando quando lava a calçada, mas refletindo considerei que a coisa não é bem por aí.
Diversas noites fingindo dormir, peguei-a diante do espelho usando aqueles cremes de beleza e enrijecedor de seios, fora as massagens nas pernas com produtos para combater celulite e flacidez. Tudo isso me leva a crer - essa mulher está mesmo é de miolo mole.
Tenho rezado de joelhos, feito promessas que juro pagar, porém até agora os resultados foram nenhum. Venho implorar ao amigo que juntamente com sua família e outros amigos, iniciem uma corrente de orações para que livrem minha mulher de qualquer pensamento de traição, e que ela enxergue somente a mim.
Caso isso seja impossível, fazer mudar para bem longe, se for o caso lá prá conchichina, o infeliz do 455.


33 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. lol

    Nunca gostei do 455! Logo que o vi...

    Já da tua esposa...

    lol

    ResponderExcluir
  3. Como já dizia o saudoso Nelson Rodrigues:
    "Amar é ser fiel a quem nos trai”.
    e não parava por ai, dizia tbm que a fidelidade devia ser facultativa...

    então me ponho a pensar, será que sendo facultativa a tal fidelidade, sem o sabor do proibido, vizinhos e vizinhas dos 455, 456, 457........ iriam continuar se dando bem??!

    Bjo grande, Miguel!

    ResponderExcluir
  4. Ih! Miguel acho que o seu amigo está é frito! Será que reza ainda dá jeito? KKKKK!

    ResponderExcluir
  5. Lembrei do livro "Mulher do vizinho" de Fernando Sabino... que o vizinho tinha uma esposa gostosa e tals, e essa foto me lembrou um trecho que diz "e o corno continua a arrumar o computador do vizinho de graça", algo assim rs

    Conforme o dito popular, o gramado do vizinho parece sempre mais verdinho que o nosso, talvez porque olhamos demais para o dele e esquecemos de regar o nosso...
    Ser cortejada ou "vista" é uma das questões do universo feminino, e que deve ser tratada com muito carinho, literalmente. Uma relação depende apenas dos parceiros, e quando algo nao vai bem, o interesse pelos vizinhos aumentam hehe
    Simples assim, seus textos nada rebuscados, mas sempre eficientes "meu caro", como você gosta de dizer.

    Beijo para você!

    ResponderExcluir
  6. Amigo, só posso dizer que nessa história toda tem coisa. Você como blogueiro continua brilhante. Um abraço, tudo de bom.

    ResponderExcluir
  7. Visão da madame lavando a calçada de shortinho, e toda macia pelo uso de cremes caros? E o bofe fica na janela assistindo de camarote a moçoila exibindo os belos dotes? Hum...deixa eu pensar...4+8=12, nove fora três...vamo ver... e pronto!
    Resultado:
    Acho que o infeliz do 455 não vai querer ir pra Conchinchina não, viu? A coisa por aqui tá boa demais pra ele!Acho mesmo que ele vai querer pegar o expresso 2222, que parte direto de Bonsucesso... rs rs rs

    ResponderExcluir
  8. Miguel, eu dei boas risadas... A crônica é atualíssima! Agora é bom não achar muita graça, porque todo mundo tem vizinho! E vizinha também! Um abraço forte!!!

    ResponderExcluir
  9. Olá, passei para deixar um abraço. Mas estou chateada com você que não me visita mais. Tchau

    ResponderExcluir
  10. Vixe! Depois do primeiro olhar, vem a fantasia e, aí, ninguém mais segura hehehe. Mesmo que o 455 suma, estará sempre presente na mente dela e nas fantasias dela. O diacho vai ser quando ela sussurar o nome dele nas noites calientes e íntimas! KKKKK Ótimo texto, como sempre, e empolguei e entrei na onda! :)

    ResponderExcluir
  11. Cara! Você se supera, e apesar de me tornar repetitivo, agradeço por você falar por nós.
    Hahhaha, tem sempre algum 455, passando pela nossa cabeça. Acabasse com o mito do Ricardão,agora é o 455.

    Genial! Valeu Miguel.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Eh...eh...eh...

    Ele deveria aproveitar a libido da mulher e "mandar ver"..

    ResponderExcluir
  14. É Miguel, acho que a fé do homem em sua amada, sempre em algum momento, duvida dela mesma.
    É uma experiência constrangedora, mas um 455 até que ajuda a descobrir, o que a gente realmente quer.
    Ótima abordagem.
    Grande abraço Miguel.

    ResponderExcluir
  15. e eu muito menos, de número que tenha o 45. me lembr o psdb aqui do brasil; direita da direita, fascismos de pseudocosmopolitismos classe-medianos...
    saudações,
    l

    ResponderExcluir
  16. Miguel, tem gente que é cega, né mesmo? A mulher passa pela frente da casa do vizinho do 455 "N" vezes ao dia e ele, óóóó, nem tchum!!! Ela fica saracoteando com o shortinho insinuante na frente dele, e ele não sai da janela? É cego? Aí, quando o marido da mulher, que tá de olho no comportamento do vizinho do 455, está em casa é que o vizinho do 455 resolve ajudá-la a empurrar o carrinho de feira, até a porta da casa dela? Será que o maridão não percebeu que a coisa toda não é bem assim? Miguel, quem está correndo perigo não é o marido. É a mulher! O vizinho do 455 está de olho é no marido dela. É ela que tá correndo perigo. Acorda, sua tonta!!!

    ResponderExcluir
  17. Miguel rsrsrs bela cronica como smp
    bem quanto ao seu amigo hum a coisa esta preta para o lado dele, mas acho que ele devia olhar para a mulher dele e tentar reconquista-la pode fazer orações mas tem k passar para a acção, aproveita k ela esta xeia de vontades e satisfaça-as... ao invês de chorar deve entrar no jogo mas para ganhar....
    um super bjo

    saúde paz e muito amor..
    bjs martagide

    ResponderExcluir
  18. Meu caro amigo Miguel
    Ainda conservo no rosto o sorriso com que li este ótimo texto.
    A mulher gosta de se sentir desejada, é assim mesmo. Flirtar um pouquinho faz muito bem ao ego feminino. Se o que tem em casa é maus modos e más palavras... a mulher começa mesmo a olhar para o inquilino do 455 ou qualquer outro.
    Cabe, portanto, ao homem evitar que a "coisa fique preta".
    Viu o vizinho trazer o carrinho das compras? Na próxima antecipe-se e vá buscá-lo ainda mais longe... etc., etc., etc...
    E já agora, e por causa das coisas, mantenha o olho bem aberto, não vá o diabo tecê-las :)))

    Bom final de domingo e feliz semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  19. Ótimo Miguel! E este amigo está mais preocupado consigo e com o que falarão ou gosta mesmo dela? rsrsrsrs. Um beijo!

    ResponderExcluir
  20. Adorei, Miguel, você está se superando a cada post, beijinhos, Janara.

    ResponderExcluir
  21. Eita, o perigo dos vizinhos, hein! Hehe! Talvez isto seja sinal de que nosso protagonista não andou dando à mulher a devida atenção que ela merece. E aí, quando aparece o moço do 455 cheio de atenção para dar...
    Só que acho que rezar para a mulher "olhar somente a mim" não parece muito certo. Soa muito possessivo. É melhor o amigo rezar pelo amor desse casal.
    Bela crônica, meu caro, como sempre.
    Até!

    ResponderExcluir
  22. Olá Miguel ,
    não há vizinho algum que ocupe um lugar que está ócupado . Devemos rezar , e rezarei com todo o fervor :) , para que o marido veja , antes , o que está errado com ele . Se está a ser um bom companheiro ...
    O texto está uma delícia .
    Um beijo

    ResponderExcluir
  23. Miguel, eu sou da mesma teoria que o papai. Quem tem que tomar cuidado é a mulher, mesmo, rsrsrsrs...

    Uma ótima semana procê!!!

    ResponderExcluir
  24. Oi, Miguel!

    Adorei a sua sugestão lá! deu para me organizar melhor!

    E esta crônica está uma delícia de ler. E credo! Que marido bem tapado. Final surpreendente. Gostei de ver.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  25. He he eeeeeeeeeeeeeee Miguel!!!
    Muuuuito legal o escrito!
    455, então?
    Deixe que olhe, que se assanhe toda...
    Na hora H quem vai aproveitar é o maridão mesmo!
    deixe...
    Morri de rir com vc.
    Com carinho
    Fátima

    ResponderExcluir
  26. Miguel, se você enviou seus textos e não tascou nada... Amigo, não tenho dúvida, sua hora certamente chegará. Um primor de texto! Que eu faço, omito? Não! Não sou disso. Daria um abraço em você por esta composição, e torceria para que esse seu vizinho do 455 tivesse no mínimo 96 anos de idade. Não tem não? Lamento, amigo!

    ResponderExcluir
  27. my god, qtos homens detestando este número ou a variação dele! isso é sintomático,não? rs...
    bela carta! mas um conselhozinho (afinal, quem aceita reza aceita tb pitaco de amiga...rs...): agora é hora do autor reinventar-se. a grama do vizinho já virou jardim e as flores já ganharam o coração da vizinha! agora é reconquistá-la! rs...
    beijocas miguelito!

    ResponderExcluir
  28. Essa que é a política da boa vizinhança...KKKK

    Cada um na sua, mas com a mulher do vizinho em comum :P

    Kisses, Miguelito. Saudade.

    ResponderExcluir
  29. E, como é o cara do 455 ? Fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
  30. Genial, Miguel. Mas com esssa nem reza mais resolve. Dizem que mulher quando fica "de miolo mole", cuidado!... O marido que se cuide...

    ResponderExcluir
  31. Iii meu caro seu amigo se enrolou de um jeito em um rio sem peixes. Ele se complicou geral. Será que reza ajudara??? hehehe

    abraços

    ResponderExcluir
  32. Fala Miguel
    Evidentemente você está correndo perigo.
    Já pensou se o ato já foi consumado antes mesmo disso tudo?
    Sei lá, tu não tá exagerando na dose não?
    Rezar não adianta. Lembra dos anos 70 quando diziam "Brasil, ame-o ou deixe-o".
    Pense a respeito.
    Abraço e bom final de semana.

    ResponderExcluir